quarta-feira, 31 de março de 2010

Serra faz balanço de governo e se diz pronto para nova etapa

SÃO PAULO (Reuters) - Cercado de secretários, deputados e prefeitos de partidos aliados, o governador de São Paulo e pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, fez nesta quarta-feira um balanço de seu governo e afirmou que está preparado para sua nova missão sem dizer claramente se será candidato ao Planalto.

"Por tudo que fizemos, sinto ganhar bastante força para esta etapa seguinte que nos espera. Vou ingressar nesta etapa com muita disposição, muita força, muita confiança, muita sinceridade e muito trabalho", disse Serra a uma plateia de milhares de servidores e correligionários no Paladio dos Bandeirantes.

A declaração foi feita aos 50 minutos de seu discurso.

"Esta é a nossa missão. Vamos juntos. O Brasil pode mais."

Serra confirmou a fama de obsessivo e disse que a maior de suas obsessões sempre foi servir aos interesses de São Paulo e do país.

Na sexta-feira, o governador enviará à Assembleia Legislativa carta renunciando ao posto. Seu vice, Alberto Goldman, assumirá em seu lugar.

(Reportagem de Carmen Munar

Serra deixa o governo hoje


São Paulo (AE) - Pré-candidato do PSDB à Presidência, o governador de São Paulo, José Serra, quer se despedir do governo falando diretamente ao eleitor paulista. O discurso que fará hoje, em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, não vai ser um balanço recheado de números, mas uma prestação de contas em tom político, que lhe permita falar com emoção.

A intenção do governador era não se ater à leitura de um texto, e sim seguir a lista dos tópicos que deverão ser pontuados de maneira mais natural. “Eu não vou fazer balanço. Numeralha não vai ter”, afirmou ao “Grupo Estado” o governador.

O PSDB mobilizou cerca de 5 mil militantes para prestigiar a cerimônia em que ele anunciará a saída do governo e, por tabela, assumirá a candidatura presidencial. A ideia é mostrar que, no cenário nacional, ele “fará acontecer” muito mais por São Paulo e pelo Brasil. Ao apresentar o conjunto de realizações, ele falará da importância do desenvolvimento de São Paulo, focando os benefícios que isso gera para o País.

É a partir dessa cerimônia que Serra tentará converter em capital político, junto aos paulistas, todo o desgaste que sofreu com a cúpula do partido e com as lideranças tucanas que em vão o pressionaram, País afora, para que assumisse logo a candidatura.

Ontem, em evento para anunciar a liberação de R$ 53 milhões em convênios com 221 municípios, Serra deu o tom do que deverá ser sua despedida. “Eu saio triste. Não estou contente de deixar o governo de São Paulo. Me dei bem no governo. Fiz muita coisa, sempre com muita dedicação. Sempre fui caxias”, disse.

O governador afirmou ter se dado bem no governo de São Paulo “como nunca na vida”. “Gosto até do palácio”, declarou. “Estou como se deixasse uma casa.” Acompanhado dos principais assessores, homenageou a equipe com um autoelogio. “Tenho defeitos e virtudes, como todo mundo. Mas uma virtude é que eu sei montar equipe.” Afirmou que ele é o “marechal” e que os secretários Francisco Luna (Planejamento) e Aloysio Nunes Ferreira (Casa Civil) são os “generais”. Em seguida, confirmou a fama de centralizador para negar que o seja. Assumiu, no entanto, ser “controlador”: “São coisas bem diferentes.”

Nesta quarta-feira, tal como o fez na solenidade da véspera, deve repetir que está tranquilo porque assumirá o governo o vice, Alberto Goldman, que é para ele “mais que o braço direito”. O governador quer deixar claro que, no plano estadual, o vice é a segurança da continuidade do projeto.

Na última cerimônia do dia, Serra teceu elogios ao secretário de Emprego e Relações do Trabalho, Guilherme Afif Domingos, ao afirmar que “ele é o secretário que todo governador quer, o ministro que todo presidente quer.” Afif também se desincompatibiliza amanhã para compor a chapa com Geraldo Alckmin para disputar o governo do Estado.

Serra e o colega de Minas Gerais, Aécio Neves, marcaram a saída dos respectivos governos para o mesmo dia. Vice de Serra quando este comandava o PSDB nacional, em 2004, o senador Eduardo Azeredo (MG) até se queixou da “coincidência” ao presidente do partido, Sérgio Guerra (PE). Disse que “não custava nada os dois terem marcados datas diferentes” para as despedidas. “Alguns mineiros gostariam de prestigiar o Serra, mas não podemos perder a despedida do Aécio”, reclamou.

Iberê é o novo governador do Estado


Iberê Ferreira é o novo governador do estado. Após a renúncia de Wilma de Faria, que disputará o Senado na eleição deste ano, o então vice-governador foi empossado pelo presidente da Assembleia Legislativa, Robinson Faria (PMN), em cerimônia que contou com importantes nomes da política estadual.

Em seu discurso, atentamente acompanhado por aliados e adversários importantes, como Rosalba Ciarlini (DEM) e Garibaldi Filho (PMDB), o governador enalteceu a administração de Wilma de Faria e prometeu continuidade nas obras da correligionária.

Confira abaixo a íntegra do discurso de posse do governador do Estado.

"Minhas senhoras,

Meus senhores,

Assumo, a partir deste momento, o honroso dever e a grande missão de governar o Rio Grande do Norte. O que torna grandioso e instigante o desafio é o fato de dar prosseguimento à administração e ao vigoroso legado de trabalho da governadora Wilma de Faria, cujo nome é sinônimo perfeito de arrojo, coragem e compromisso com o bem comum.

A isso reúno disposição firme de enfrentar e superar obstáculos quaisquer que sejam, dificuldades venham de onde vierem: sejam os desafios próprios do cargo, sejam as adversidades inerentes à condição humana. Fé, coragem e resistência serão o alicerce da minha luta.

Digo à governadora Wilma de Faria que foi enobrecedor e dignificante ter trabalhado a seu lado: compartilhando sonhos, vislumbrando utopias, deslindando caminhos. Com disposição de trabalho, zelo e ética, nos foi possível a missão de erguer um tempo digno de ser vivido, processo e gesto a que darei sequência.

Juntos, governadora Wilma, nos dedicamos a tal obra. Palmilhamos os caminhos e as estradas da nossa terra. Então, encontramos necessidades e desejos, perplexidades e esperanças. Das forças vivas do povo colhemos a seiva forte e boa que nos retemperou o ânimo, fortaleceu o espírito e assegurou que a boa semente fosse plantada. E foi.

Tenho convicção de que, no canteiro de obras da história, firmamos as fundações, o alicerce, as bases materiais e humanas que hoje asseguram a todos, em cidades, vilas e povoados, que um forte sol brota no horizonte e já se pode pensar em novos tempos.

Devo dizer que este ato tem para mim significado especial. Pelo fato em si, que é honroso, mas também porque, vivendo a condição humana, chegaram até a mim limitações e adversidades. Nada temerei. Conviver com o inesperado é parte da vida. Dar sentido a esse enfrentamento é um gesto que transforma em fé o que poderia ser angústia, e eleva a incerteza à condição de serena ousadia ante o desafio.

Posso afirmar, com tenacidade e altivez, que serei incansável. Esta será a base sobre a qual, com a ajuda de Deus e o apoio solidário da minha família, combaterei o bom combate. Seu carinho redobra a minha confiança. E meus passos serão iluminados por seus gestos e abraços.

A minha mulher, Celina, companheira amiga e corajosa, dedico o meu mais emotivo agradecimento. Aos filhos Joca, Gentil e Isabela meu afetuoso abraço de pai.

Mas, se da família tenho o afeto, os tempos urgem, me chamam e não recuo. Agora, é trabalho meu, é missão que assumo, dar andamento a toda uma obra de governo e a ela trazer meu contributo. Para tanto darei todo o meu empenho. Sei que não será semeadura fácil, mas é exatamente isso, a convocação, o motivo que me obstina e fortalece.

Sou inabalável nesta decisão. Hesitações não me assediam. Circunstâncias não me induzem o sentimento de retroceder. Ao contrário, trazem-me exultação ao espírito e convocam arrojo às decisões políticas e de governo. Isso engrandecerá a trajetória que escolhi e para a qual me sinto, mais que nunca, disposto e decidido.

É que tenho em mim o apego à nossa terra, ao chão de nascença, que é marco afetivo a balizar a emoção que neste momento me envolve. Pois um homem não pode sentir-se representante de um povo se a este não se sente ligado, se não vive suas crenças, seus atos, sua vida, folguedos e esperanças. A paisagem que faz seu mundo, da infância à maturidade.

Ao lado deste apego, e tão forte como ele, coloco, à disposição do meu Estado uma vida pública de 40 anos e toda a lucidez administrativa de que for capaz.

Ao longo desse tempo fui deputado estadual duas vezes e deputado federal por seis mandatos. Em 1996 fui relator do Orçamento Geral da União, aprovado por unanimidade. Tive também oportunidade de contribuir como secretário da Agricultura, Casa Civil, Assuntos de Governo, Ação Social e Recursos Hídricos.

Afirmo, sem soberba ou orgulho, que não há mácula ou desvãos nessa biografia.

Agora, um novo passo. O desafio é mais instigante pelo fato de que meu período de governo transcorrerá ao longo do frutífero tempo em que a democracia se refaz, no salutar processo eleitoral.

É pela democracia que o indivíduo se faz cidadão, torna-se participante e decisório. A democracia, enquanto regime de virtudes cívicas, traz em si aspecto essencial: expõe o agente político, traz a público a sua face, desvela seus propósitos, mostra se é coerente ou apenas segue uma corrente que momentaneamente lhe é a mais proveitosa.

Eis aí mais um motivo para retemperar minhas forças, entusiasmar ainda mais o meu ânimo e trabalhar com firmeza. Afinal, é pelo embate de idéias, pela demonstração sincera das atitudes de um homem público, que se reconhecem nele aptidões e compromissos com uma causa. O Rio Grande do Norte é a minha causa.

Quis a providência divina que vivesse eu momento ímpar e singular: participar de um governo de realizações, assumir sua continuidade e colocá-lo, ao mesmo tempo, aos olhos do povo para o julgamento da história. E o povo verá que contra fatos, e obras, não há argumentos. Falhas serão todas as tentativas em dizer-se o contrário.

Trata-se assim, entendo, de rara oportunidade que tem um governante. A oportunidade de mostrar à sociedade, de forma clara e precisa, toda uma ação administrativa e sua larga abrangência, promovendo o social e o econômico.

Como municipalista que sempre fui, terei agora o momento preciso de pôr em prática esse ideário, fortalecendo ação e presença do governo em todos os pontos do Estado.

Comparecerei a todos os municípios, olharei nos olhos das pessoas. E o farei confiante, tranquilo e de coração desapertado: apontando trabalhos e realizações, mudanças e conquistas que em muito melhoraram a qualidade de vida de populações inteiras, trazendo-lhes cidadania e oportunidades.

Não farei promessas ou alarde de tempos fabulosos. Mas mostrarei como, pela atitude diligente do administrador que trabalha movido por pragmático humanismo, é possível chegar a quem precisa e promover alterações estruturais e socialmente urgentes.

Vamos ampliar a atuação da Segurança, prevenindo e reprimindo o tráfico de drogas. Está comprovado que 85% de todas as infrações ocorridas no Estado têm alguma ligação com o uso de drogas.

Ao lado das ações típicas da Segurança, haverá o incentivo à inclusão social do jovem, apoio à agricultura familiar e presença cotidiana na Educação. A agricultura será mantida como prioridade, o mesmo se dizendo da Saúde.

Nesta hora sou movido pela sensação de saber plenamente da elevada responsabilidade que assumo. Posso dizer que em mim habitam, neste instante, a decisão amadurecida de responder pelo governo do meu Estado e o austero júbilo de assumir este cargo.

Sob a proteção de Deus assumo o governo do Rio Grande do Norte. Que venham os tempos da disputa: eu os encararei como o faz o semeador, que confia e planta.

Que se aproximem as horas das decisões: eu as viverei como dias de colheita.

Que se apresentem até mesmo as provações, pois para elas também estou pronto, inabalável e seguro. O temor é estrangeiro entre os meus sentimentos.

Confio na democracia, como valor máximo da vida em sociedade. Confio na vida e tenho coragem de vivê-la.

Confio na coragem, que é dádiva de Deus, para ter bravura quando vem o desafio.

Confio em Deus, que me deu vida e me deu coragem. E entregou-me esta hora para que eu possa chegar ao povo e dizer: este é o Governo de Todos. O Rio Grande é seu.

Muito obrigado".

Fonte: Tribuna do Norte

Dilma: estou pronta para a eleição; difícil era a ditadura


BRASÍLIA (Reuters) - A pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, deixou a chefia da Casa Civil afirmando estar pronta para enfrentar a campanha eleitoral, a primeira de sua carreira política.

"Eu acho que fui preparada na vida para coisas muito mais duras do que disputar uma eleição. A minha vida não foi uma coisa muito fácil", disse a jornalistas nesta quarta-feira. "Difícil mesmo era enfrentar a ditadura."

A agora ex-ministra disse que não acredita que o embate eleitoral tenha de ser uma disputa de baixo nível e que a candidatura governista irá mostrar as realizações do governo. Perguntada sobre participação em debates com adversários, disse que "ninguém vai se esconder de debate".

Falando em nome de todos os ministros que deixam suas pastas para concorrer às eleições, Dilma realizou um balanço do governo, quando disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva mudou o país em sete anos e meio.

Ela procurou passar também uma visão otimista do futuro e prometeu voltar logo à administração federal.

"O próximo período vai ser o das oportunidades", disse. "Não somos aqueles que estão dizendo adeus. Somos aqueles que estão dizendo até breve."

Ao final da cerimônia, disse a jornalistas estar preparada para disputar a eleição presidencial, a primeira de sua carreira política.

Dilma estava no governo desde o início do primeiro mandato de Lula, em 2003, quando assumiu a pasta de Minas e Energia. Em 2005 substituiu José Dirceu na Casa Civil.

A pré-candidata do PT deixa o governo junto com outros nove integrantes da equipe de Lula que também disputarão as eleições.

(Reportagem de Fernando Exman e Natuza Nery)

IBGE: doença crônica atinge 1/3 da população do País

Pelo menos uma doença crônica atinge 31,3% da população brasileira, o que significa 59,5 milhões de pessoas. Declararam ter três doenças crônicas ou mais 5,9%. Os dados são do suplemento de Saúde, divulgado hoje, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) referente ao ano de 2008, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em convênio com o Ministério da Saúde.

As regiões Sul (35,8%) e Sudeste (34,2%) apresentaram os maiores porcentuais de pessoas com pelo menos uma doença crônica, seguidos pelo Centro-Oeste (30,8%), Nordeste (26,8%) e Norte (24,6%).

As doenças crônicas mais informadas - identificadas por médico ou profissional de saúde - foram hipertensão (14%) e doença de coluna ou costas (13,5%), seguidas por artrite ou reumatismo (5,7%), bronquite ou asma (5%), depressão (4,1%), doença de coração (4%) e diabetes (3,6%). Na população com 35 anos ou mais, 8,1% das pessoas apresentavam diabetes.

De acordo com a pesquisa, a proporção da ocorrência de doenças crônicas "não sofreu variação expressiva" entre 1998 (31,6%), 2003 (29,9%) e 2008 (31,3%). Especificamente em 2008, o porcentual de mulheres com doenças crônicas (35,2%) era superior ao de homens (27,2%).

Além disso, quanto maior o rendimento, maior foi o porcentual de pessoas que afirmaram ter ao menos uma doença. Entre aqueles com rendimento de até um quarto do salário mínimo, 20,8% disseram ter ao menos uma doença. Já entre aqueles com rendimento acima de cinco salários mínimos, o porcentual era de 38,5%.


Fonte: http://noticias.br.msn.com/artigo.aspx?cp-documentid=23769800

Agência dos Correios é arrombada em Acari/RN

Algo surpreendente. É deixada de lado a tranquilidade em nossa cidade. Não foi a primeira vez que roubaram na Agência dos Correios de Acari. Parece que a ação dos bandidos se tornou algo comum, normal; é um vício de arrombamentos e roubos praticados. E, a segurança com alarmes, Guarda Municipal/Vigias, Seguranças particulares de residências, Polícia Militar etc, não é o bastante para vigiar ou minimizar os atos ilícitos dos bandidos

A Polícia Federal está sendo aguardada na cidade de Acari/RN, para começar as investigações em torno do arrombamento da agência dos Correios ocorrido na madrugada de hoje, quarta-feira, 31 de março.
As informações que a polícia militar repassa dão conta que os bandidos pularam o muro e arrombaram a parede lateral que dá acesso a recepção do prédio, mas, antes cortaram os fios do sistema de câmeras e de alermes. Depois, seguiram para o cofre que foi arrombado provavelmente com o uso de um maçarico.
Os bandidos levaram todo o dinheiro que estava sendo utilizado para o pagamento dos aposentados.

O montante levado pode chegar a 15 mil reais. No local, o funcionário que chegou primeiro a agência disse que foram deixadas notas de dinheiro que caíram no momento da fuga provavelmente.

China é o país que mais investiu em energia verde em 2009


Estudo promovido pela empresa Pew Environment Group mostra que a China foi o país que mais investiu em “energias verdes” no ano passado. A pesquisa provocou espanto, por conta da política chinesa de crescimento econômico desenfreado e sem critérios ambientais definidos. Foram levadas em consideração a geração de energia eólica e solar, por exemplo.

Ainda de acordo com o estudo, todos os países que formam o G-20 (o grupo dos países mais ricos do mundo) foram responsáveis por 90% de todo o investimento no setor, que foi de US$ 110 bilhões. No ranking, o Brasil ficou na sexta posição.

Ao listar os planos de crescimento, o Brasil também se destaca: quer aumentar o volume de investimentos em 148%; está atrás apenas da Turquia, que prevê ampliar seus desembolsos em 178%, e da China, com mais de 200% de ampliação.

Em 2009 a capacidade instalada de energia reutilizável cresceu para 250 gigawats, o bastante para iluminar cerca de 75 milhões de casas. É o equivalente a 6% de toda a energia do mundo.

terça-feira, 30 de março de 2010

Agricultores do MST são expulsos de fazenda em Touros

O grupamento de Choque da Polícia Militar do Rio Grande do Norte cumpriu, na tarde de ontem, o mandado judicial de reintegração de posse contra 100 famílias de agricultores do Movimento dos Trabalhadores Ruais Sem Terra que ocupavam uma propriedade rural no município de Touros, distante 80 km de Natal. Os agricultores ocupavam a fazenda Jas, de propriedade da GH Empreendimentos, que tem área total de 738 hectares e alegavam que a propriedade era improdutiva e deveria ser desapropriada para fins de reforma agrária. Essa foi a quarta invasão e, mais uma vez, a Justiça de Touros determinou a reintegração de posse à empresa.

Mesmo não havendo relatos de feridos, o Movimento do Sem Terra enviou nota afirmando que mais de 150 policiais militares foram ao local para cumprir a ordem judicial teriam queimado os barracos das famílias ainda com os pertences dos agricultores dentro. Além disso, eles afirmaram que o documento de reintegração de posse era falso, pois supostamente teria o selo do Tribunal de Justiça do Acre e não havia a assinatura da juiza da comarca de Touros. Por outro lado, a Polícia Militar negou as informações dos Sem Terra.

De acordo com a Polícia Militar, menos de 30 policiais participaram da ação de forma pacífica, não havendo resistência por parte doa agricultores para deixarem o local. O advogado da GH Empreendimentos, Mário Faria Júnior, garantiu que a própria empresa disponibilizou caminhões para o transporte dos agricultores para fora da propriedade. "A juíza Gabriela Edivanda Marques Santos de Oliveira acatou o meu pedido e determinou que eles ficassem a pelo menos 10km de distãncia da propriedade, além de multa diária de mil reais em caso de nova ocupação", disse o advogado, que também negou a violência por parte da Polícia Militar. "O que fizemos foi destruir as plantações na propriedade, utilizando tratores da própria empresa", garantiu.

Apesar de uma produção irrisória de Jerimum e Melancia, a propriedade, segundo o advogado Mário Júnior, não poderia ser objeto de desapropriação para fins de reforma agrária. Segundo ele, a grande maioria do terreno não é adequado para o plantio e o próprio Incra já teria afirmado, em 2009, que o local não poderia desapropriado. "O valor da empresa é mais imobiliário, por estar próximo à cidade. Já há, inclusive, um contrato para a locação do terreno para a produção de energia eólica, já que não é possível produzir em escala considerável neste solo", explicou Mário Júnior.

A ação de reintegração de posse, comandada pelo delegado Otacílio Guedes Filho, foi a quarta que ocorreu na fazenda Jas. A primeira invasão por parte dos Sem Terra foi em janeiro de 2007. Em 25 de julho e 17 de setembro de 2009, os agricultores também invadiram a fazenda, sendo retirados em menos de um mês nos dois casos. Desta vez, eles tomaram posse da propriedade em 25 de março e, com a decisão da Justiça, os Sem Terra estão proibidos de chegar a um raio de 10km da propriedade.

Fonte: Tribuna do Norte

Vice-governador chega a Natal para tomar posse


A quarenta e oito horas de ser empossado no cargo de governador do Rio Grande do Norte, o vice-governador Iberê Ferreira de Sousa desembarcou no Aeroporto Internacional Augusto Severo. Depois de 15 dias em São Paulo, onde foi para fazer um checape e terminou retirando um nódulo cancerígeno do pulmão, Iberê Ferreira chegou e não escondeu a emoção.

Júnior Santos
Iberê desembarca no Aeroporto Augusto Severo e promete anunciar nova equipe até segunda-feira“Sinto-me muito emocionado, muito feliz, voltando a minha terra e reencontrando aqui tantos amigos, tantas pessoas que torceram, rezaram, lutaram pela minha saúde. Só posso estar muito feliz e emocionado”, disse Iberê Ferreira. O vice-governador chegou acompanhado do filho, João Olímpio Ferreira, conhecido como Joca, da assessora de imprensa Juliana Celli e do deputado estadual Gustavo Carvalho. No hangar do Governo, foi recebido por auxiliares da administração estadual, correligionários do PSB e aliados políticos. Entre eles, estavam os deputados federal João Maia e estaduais Ezequiel Ferreira (PTB), Márcia Maia (PSB) e Gustavo Carvalho (PSB).

Iberê Ferreira disse que até segunda-feira anunciará os nomes dos novos secretários. Ele informou que primeiro conversará com a governadora Wilma de Faria para, em seguida, definir os auxiliares. Sobre os projetos políticos, ratificou que mantém a candidatura. “Prioridade é minha saúde, mas enquanto não tiverem brigando no tempo saúde e a minha atividade não tenho porque desistir. No primeiro momento a prioridade que dei foi a saúde. Agora vou administrar”, destacou.

O tratamento de quimioterapia e radioterapia a que se submeterá Iberê Ferreira começará no dia 13 de abril. A partir daí, durante cinco semanas, o governador potiguar ficará cinco dias por semana em São Paulo.

No Hospital Sírio Libanês, o mesmo onde foi realizada a cirurgia para retirada do nódulo cancerígeno do pulmão, Iberê fará o tratamento preventivo. Mas durante o período em que estiver na capital potiguar ele não deixará a atividade administrativa. O futuro governador solicitou ao presidente da Fiesp, Paulo Skaf, uma sala na sede da instituição. De lá, ele despachará durante o período em que estiver em São Paulo.

Posse será nesta quarta-feira

Amanhã, às 16h, Iberê Ferreira será empossado no cargo de governador do Rio Grande do Norte. Depois de três anos e quatro meses como vice-governador na administração de Wilma de Faria, ele assume o cargo com a renúncia da chefe do Executivo, que será candidata ao Senado Federal.

A solenidade está prevista para às 16h, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Iberê Ferreira será empossado no cargo pelo presidente da Casa, deputado estadual Robinson Faria. Para o evento serão instalados telões no hall e também no auditório da AL.

Após ser empossado governador, Iberê Ferreira irá até o Palácio da Cultura, onde será instalado um palanque para transmissão do cargo e em seguida o primeiro pronunciamento do novo governador.

O percurso até o Palácio da Cultura será feito a pé. Chegando lá, o vice-governador encontrará com a governadora Wilma de Faria. Os dois assinarão o livro: Wilma renunciando ao cargo de titular do Executivo, Iberê assumindo.

Em seguida, a ex-governadora e o novo governador farão um pronunciamento. A solenidade será encerrada com show da banda Garota Safada.

Sete auxiliares de Wilma vão deixar o governo

Com a saída de Wilma de Faria, estão confirmadas as exonerações de, pelo menos, sete secretários estaduais. São auxiliares que deixarão o cargo para concorrer ao pleito de 2010 e outros que serão exonerados no próprio processo para nova gestão.

Pediram exoneração dos cargos: o secretário-chefe do Gabinete Civil, Vagner Araújo; de Comunicação Social, Rubens Lemos Filho; a adjunta de Comunicação, Cledivânia Pereira; de Assuntos Fundiários, Canindé de França; o secretário de Segurança e Defesa Social, Agripino Neto; presidente da Empresa Potiguar de Turismo, Cláudio Porpino, e o controlador Geral do Estado, Jorge Galvão.

Dessa lista, candidatos serão Vagner Araújo, que tentará uma vaga na Câmara dos Deputados, e Cláudio Porpino, que planeja chegar à Assembleia Legislativa.

Na lista dos que pedirão exoneração há também alguns cotados para permanecer no cargo. É o caso do controlador Geral Jorge Galvão. “Estamos esperando fechar o balanço para entregar o cargo”, disse Galvão. Questionado se aceitaria continuar na controladoria, caso fosse convidado por Iberê Ferreira, ele foi reticente: “Se for formulado o convite pensarei nele. Mas essa não era minha intenção (de continuar no Governo). Mas asseguro que não chegou convite e nem sondagem”, frisou.

Uma das pastas que está indefinida é a da Saúde. O vice ainda não decidiu se exonerará o secretário George Antunes.

Micarla deve ter alta ainda hoje

Estava previsto para ontem à noite a saída da prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internada desde o último sábado, para a realização de um checape após sentir dores abdominais e ter picos de pressão alta. A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do Sírio-Libanês, mas foi informada de que a prefeita concentraria as informações sobre a passagem de três dias pelo hospital em sua assessoria de imprensa. O chefe de Gabinete da Prefeitura de Natal, Kalazans Bezerra, informou que hoje a chefe do Executivo Municipal volta ao Sírio-Libanês para receber os exames a que foi submetida.

O marido da prefeita, jornalista Miguel Weber, informou em seu twitter que os exames da esposa foram satisfatórios. A previsão é de que Micarla de Sousa retorne à Natal ainda hoje. Enquanto esteve internada, a prefeita de Natal recebeu a visita do vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB), do senador Garibaldi Filho (PMDB), do deputado estadual Gustavo Carvalho (PSB) e do vereador paulista Gabriel Chalita (PSB).

O Sírio-Libanês é um hospital particular e não dispõe de serviços por meio de planos de Saúde. A equipe que cuidou da prefeita é chefiada pelo cardiologista Roberto Kalil, o mesmo do presidente Lula.


Fonte: Tribuna do Norte

domingo, 28 de março de 2010

RALLY RN 1500 em Acari‏


Mais conhecido como “A Odisséia Potiguar” o evento está bem próximo para acontecer! Será próxima semana, as equipes do Rally RN 1500, com quase 400 pessoas, percorrerão cerca de mil quilômetros pelo Rio Grande do Norte. Estarão participando competidores de todo o Brasil incluindo cearenses, potiguares, paraibanos, pernambucanos, alagoanos, baianos, paulistas, cariocas, mineiros, gaúchos e catarinenses já se inscreveram no evento, organizado pela KTC Produções. Todos já confirmaram presença na etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country nordestina, com início confirmado para o dia 30 de março com a abertura da secretaria de prova na nova casa do rally brasileiro durante a prova norte-rio-grandense, o hotel Vila do Mar (www.viladomar.com.br), Via Costeira.

Enquanto Campeonato, o Rally RN 1500 é uma prova de extrema importância no calendário nacional, já que valerá como quatro etapas individuais. Ademais, é uma competição bem conceituada na modalidade.

Segundo declaração do Diretor Geral do RN 1500, Kleber Tinoco: “Sem dúvida, será a edição mais completa e disputada do Rally RN 1500. E a participação dos melhores competidores do Brasil será a maior de todas. Está todo mundo ligando e se inscrevendo. E eu e Deco tivemos muito cuidado para que as trilhas e especiais sejam as mais competitivas e completas. Quem vier vai conferir belas paisagens, o povo potiguar, a comida, hospitalidade e principalmente trilhas sensacionais”.

Na tradição oral de alguns historiadores a região do Seridó é considerada o "sertão de pedras". O descortinar do "sertão de pedras" será um espetáculo a parte no roteiro do RN 1500 na competição deste ano, pois é um território repleto de altos e baixos, formações rochosas, pedras e muitas serras, onde acontecerá praticamente 70% da prova... Será um vai e vem, um “sobe e desce" com muitas curvas no caminho para testar as habilidades dos participantes.

Uma das novidades na edição 2010 é que o Rally passa dois dias em Currais Novos no terceiro dia. São 124 quilômetros de trecho cronometrado com largada e chegada no município, passando por Acari, Cruzeta, Florânia e Carnaúba dos Dantas. Esse dia terá muita erosão e pedras.

Já no município de Acari o roteiro se inicia em direção a Fazenda Saco do Pereira de onde a prova larga em direção a Florânia. Estará dando apoio o policiamento e serviço de ambulância. Os integrantes do Gargalheiras Moto Clube também estarão dando apoio ao evento, em parceria com a Prefeitura Municipal de Acari através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Desporto e Lazer.

A especial de velocidade larga de Acari ao 12h00. As estradas do roteiro abaixo estarão interditadas a partir das 11h00 da manhã e será realizado o controle de entrada e saída de carros da feira via rádio da organização (vamos monitorar os carros das pessoas dentro do roteiro).

Em cada localidade rural avisamos aos agricultores residentes que estejam atentos ao deslocamento constante de competidores. Destacamos as comunidades rurais no município de Acari que estarão incluídas no percurso: Fazenda Saco do Pereira, Fazenda Imburana, Fazenda Água doce, Fazenda Moreira, Sítio Olho D’água, Sítio Barrentas, estrada para Ipueira, Vaca Brava, Fazenda Parelhas e continua até chegar à Fazenda Timbaúba.

VEM AI BODÓ FOLIA 2010

A Tim Chegará em Breve a Bodó

Eleitores podem perder o título eleitoral no interior do RN

As cidades de Nísia Floresta, São José de Mipibu, São Fernando e Timbaúba dos Batistas participam até o dia 30 de março da revisão biométrica, realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral. Até o dia 23 de março, 26.069 eleitores já compareceram ao cadastramento nas quatro cidades, mas o percentual de 50,95% de participação dos eleitores de Nísia Floresta é preocupante.

Se metade dos eleitores de Nísia Floresta não comparecerem a revisão eleitoral terão seus títulos cancelados e não poderão votar nas eleições de 03 de outubro de 2010.

A cidade com maior crescimento no índice de comparecimento nas últimas 24h de medição é Timbaúba dos Batistas com aumento de 52,38% para 60,35%, quase oito pontos percentuais em um dia. Em São José de Mipibu, maior colégio eleitoral desta lista, já foi registrado atendimento a 14.870 cidadãos com títulos novos entregues.

São Fernando contabiliza 61,63% de eleitores recadastrados. Todos os eleitores domiciliados nessas localidades deverão comparecer aos postos de revisão, no horário das 8h00 às 18h00, de segunda a sábado, munidos do título eleitoral, documento oficial com foto e comprovante de residência.

Durante o atendimento ao eleitor, serão coletadas as impressões digitais e fotos dos cidadãos, que ao final do atendimento, receberão novos títulos eleitorais.

Veja a relação dos distritos que participam da revisão biométrica em Nísia Floresta:

Relação de distritos: Centro, Currais, Golandi, Jenipapeiro, Porto, Tororomba, Morrinhos, Oitizeiro, Campo de Santana, Timbó, Cidade Hortigranjeira, Povoado de Alcaçuz, Lago Azul, Pium, Pirangi do Sul, Búzios, Tabatinga, Barreta, Camurupim, Lagoa do Bonfim, Loteamento Briza do Bonfim, Quilômetro 38, Lagoa Boa Água e Mazapas

Da redação do DIARIODENATAL.COM.BR

Confira roteiro de concursos com incrições abertas em todo país; até R$ 9.738,40

Vários concursos estão com inscrições abertas em todo o País. No Rio Grande do Norte, o destaque é para a Universidade Federal do Rio Grade do Norte com vagas abertas para professor de nível superior. Dentre as oportunidades, o maior salário é da Agência Nacional de Energia Elétrica com R$ 9.738,40.

Confira o roteiro completo:

Aeronáutica - Estágios de Adaptação à Graduação de Sargento

Região/Estados: Nacional | A Definir
Escolaridade: Nível Médio, Curso Técnico
Vagas: 493
Cargos: Suboficiais e Sargentos do Corpo de Pessoal Graduado - nas especialidades de Eletrônica, Administração, Enfermagem, Eletricidade, Sistemas de Informação, Laboratório, Música, Pavimentação, Radiologia e Topografia.
Incrições: 24/03/2010 a 20/04/2010
Prova(s): 12/06/2010
Validade do concurso: dez dias úteis após a data prevista para a matrícula na segunda turma do EAGS do ano de 2011
Organizadora:Departamento de Ensino da Aeronáutica

Conselho Federal de Biblioteconomia (CFB)

Região/Estados: Nacional | AP, BA, DF, MS, MT, PB, PR, RJ, RO, RR, RS, SE
Escolaridade: Nível Superior, Nível Médio, Nível Fundamental
Vagas: 55
Salário: Máx.: R$ 2.277,55
Min.: R$ 465,00
Cargos: confira edital
Incrições: 01/03/2010 a 15/04/2010
Prova(s): 25/04/2010
Validade do concurso: 2 anos
Organizadora:Quadrix Tecnologia

Petrobras Distribuidora S/A

Região/Estados: Nordeste | PE
Escolaridade: Nível Superior
Vagas: 60
Especiais: 3% das vagas
Salário: R$ 3.413,80
Cargos: veterinários e agrônomos
Incrições: 15/03/2010 a 11/04/2010
Prova(s): 02/05/2010
Validade do concurso: 2 anos
Organizadora:Funcab

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Região/Estados: Nacional | AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO
Escolaridade: Nível Fundamental
Especiais: 5% das vagas
Cargos: recenseador
Incrições: 26/02/2010 a 04/04/2010
Prova(s): 30/05/2010
Validade do concurso: 2 anos
Organizadora:Cesgranrio

Caixa Econômica Federal (CEF)

Região/Estados: Nacional
Escolaridade: Nível médio e superior
Salário: Máx.: R$ 6.571
Salário: Min.: R$ 1.452
Cargos: técnico bancário e outros de nível superior
Incrições: até 6 de abril
Prova(s): 9 e 16 de maio
Organizadora: Cespe/UnB

UFRN

Região/Estados: Rio Grande do Norte
Escolaridade: Pós-graduado
Vagas: 43
Min.: R$ 7.394,51
Cargos: professor de 3° grau na classe titular
Incrições: até 23 de abril
Prova(s): entre 17 de maio e 6 de junho
Validade do concurso: de até 2 anos, prorrogável 1 vez, por igual período

Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro)

Região/Estados: PA, MG, RR, DF, MT, PR, CE, GO, PB, AP, AM, TO, RS, PE, AC, RJ, BA e SP.
Escolaridade: Nível superior e médio
Vagas: 38 e CR
Salário: Máx.: R$ 4.374,89
Min.: R$ 1.966,47
Cargos: Analista
Incrições: até 19 de abril
Prova(s): 23 de maio
Organizadora: Cespe/UnB

Marinha do Brasil

Região/Estados: Nacional
Escolaridade: Nível médio
Vagas: 1.250
Cargos: Fuzileiro Naval
Incrições: até 15 de abril
Prova(s): 01 de junho

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)

Região/Estados: Nacional
Escolaridade: Nível médio e superior
Vagas: 186
Salário: Máx.: R$ 9.738,40
Min.: R$ 4.548,47
Cargos: Especialistas, analistas e técnicos
Incrições: até 12 de abril
Prova(s): 16 de maio
Organizadora: Cespe/UnB

Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Região/Estados: Minas Gerais
Escolaridade: Nível médio
Vagas: 30
Min.: R$ 2.499,29
Cargos: Oficial
Incrições: até 6 de junho
Prova(s): 10 e 11 de maio

Da redação do DIARIODENATAL.COM.BR

PV caminha para possível aliança

O Partido Verde do Rio Grande do Norte vai convidar PMDB e PR para conversar sobre a possibilidade de firmar uma aliança no campo proporcional para a eleição deste ano. A informação é do presidente Municipal do PV, vereador Edivan Martins. Ele disse também que a legenda caminha para apoiar a candidatura do senador Garibaldi Alves (PMDB) como segundo voto para o Senado – o primeiro já está definido e é do democrata José Agripino Maia. Edivan afirmou que o entendimento com as legendas sob o comando dos deputados Henrique Alves (PMDB) e João Maia (PR) deve se concretizar em comum entendimento com a líder do PV, prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), mas já adiantou que a perspectiva da possível aliança agrada pevistas. “Com essa formação nós teremos a possibilidade de eleger pelo menos nove deputados estaduais e três federais. Essa perspectiva é muito boa para todos nós e certamente será considerada”, afirmou o parlamentar.

Edivan lembrou que a prefeita Micarla de Sousa já teve uma conversa considerada positiva com o senador Garibaldi Alves (PMDB) e com o deputado Henrique Alves, esta semana. Os peemedebistas teriam se comprometido em ajudar o município de Natal junto a parcerias com o Governo Federal. A expectativa, segundo o vereador do PV, é que venha se firmar uma parceria do PMDB, uma legenda considerada de forte peso no governo de Brasília. “Diante desse elemento novo de apoio do PMDB à administração do PV local uma consequência imediata seria a formação da aliança proporcional e também a possibilidade de apoio ao senador Garibaldi”, reforçou o parlamentar.

A discussão em torno do assunto já ocorreu inclusive entre os presidentes dos diretórios Municipais do PV, o próprio Edivan, e do PMDB, o vereador Hermano Morais. Segundo o pevista, a aceitação tem sido substancial em torno da possível composição. Ele enfatizou, porém, que ainda há a necessidade de discutir com os candidatos a deputado estadual e federal do PV sobre a viabilidade e plena aceitação da ideia, já em andamento. Uma outra condição será a definição de que a parceria administrativa terá que vir primeiro e, após consolidada, possa desembocar em uma parceria política.

Edivan Martins observou que o PV é hoje um partido em forte ascensão na política e que por isso exigirá uma participação ativa nas definições entre partidos de mesma coligação. Ele traduziu em números o crescimento da legenda pevista mostrando que somente no ano passado foram cinco mil o número de novos filiados e os diretórios estaduais passaram de 116 para 150. “Estamos fazendo visitas nas bases do interior, passando por todos os diretórios. Em 2009 foram 10 encontros. Ganhamos um novo prefeito, o de Pedro Velho, Elizeu Jalmir de Macedo, um novo deputado estadual, que foi Luiz Almir. Passamos no ano 2000 de 700 votos na capital para cerca de 300 mil em 2008, além, é claro, de termos a prefeita da principal cidade. Os números, portanto, falam por si”, enfatizou.

Tendência é apoiar senadora Rosalba Ciarlini

Assim como afirmou a presidente estadual do PV, prefeita Micarla de Sousa, o presidente Municipal da sigla também declarou ontem que a tendência em relação à chapa majoritária é o apoio à candidata do DEM, senadora Rosalba Ciarlini. Edivan ponderou, porém, que ainda não há definição. Ele disse que só em meados de maio os pevistos definirão sobre qual candidato ao governo do Estado apoiar.

A aliança na chapa proporcional com o PMDB e o PR, se concretizada, exclui as três legendas de uma composição em qualquer das chapas majoritárias já colocadas. Apenas o senador Garibaldi Alves, do PMDB, concorrerá em tal condição o que permite, de acordo com as definições da legislação eleitoral, a parceria no campo proporcional. Edivan Martins observou que outros partidos poderão vir a unir esforços nas chapas de deputado estadual e federal. Ele citou legendas como PP, PSL, PTN, entre outras.

Caso seja firmada a parceria, os membros de PV, PR e PMDB poderão escolher o apoio a candidaturas majoritárias. A expectativa é de apoio do PV à Rosalba Ciarlini, do PR à Iberê Ferreira de Souza (PSB) e no caso do PMDB se consolidaria a divisão entre o grupo do deputado Henrique Alves, que também apóia Iberê, e do senador Garibaldi.

Fonte: Tribuna do Norte

sábado, 27 de março de 2010

Pesquisa Datafolha: Serra abre 9 pontos de vantagem sobre Dilma


O pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra(foto), abriu nove pontos de vantagem sobre a petista Dilma Rousseff(foto) e voltou a ser líder isolado na corrida ao Palácio do Planalto.

Pesquisa Datafolha realizada nos dias 25 e 26 deste mês mostra o tucano com 36%. A petista tem 27%. Há um mês, eles tinham 32% e 28%, respectivamente, no mesmo cenário.

Como a margem de erro da pesquisa Datafolha é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, Serra apresentou crescimento real – embora tenha retornado ao patamar de dezembro, quando tinha 37%.

Já Dilma, pela primeira vez, não apresentou crescimento na sua curva de intenção de votos: a petista oscilou negativamente um ponto percentual.

No mesmo levantamento, Ciro Gomes (PSB) ficou com 11% (tinha 12% em fevereiro e 13% em dezembro). Marina Silva (PV) está estacionada e manteve os mesmos 8% obtidos em dezembro e há um mês. Indecisos, brancos e nulos somam 7% e 11% não souberam responder.

Quando o Datafolha exclui Ciro da lista de candidatos, o cenário fica semelhante. Serra vai a 40% contra 30% de Dilma – a diferença entre ambos passa de nove para dez pontos, mas essa variação está dentro da margem de erro.

Sem Ciro, Marina pula para 10% e continua sem ameaçar o pelotão da frente.

Casal Nardoni é condenado por morte de Isabella Nardoni

O casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá foi considerado culpado pela morte da menina Isabela Nardoni, que ocorreu em março de 2008. A decisão foi proferida na madrugada deste sábado (27), após cinco dias de julgamento.

Na opinião dos jurados que participaram do julgamento, o casal foi responsável pelo assassinato de Isabela Nardoni, que tinha cinco anos na época do crime, e também por fraude processual qualificada, já que tentaram alterar evidências que seriam utilizadas contra eles na investigação policial.

O juiz Maurício Fossen, que comandou o julgamento do casal, iniciou a leitura da sentença sobre o caso agradecendo ao apoio de familiares, funcionários do Tribunal de Justiça de São Paulo e também da imprensa, que cobriu um dos julgamentos que mais mobilizou a população na história.

Já no momento de decisão, o magistrado, que havia acatado todas as denúncias do Ministério Público contra o casal (homicídio triplamente qualificado e fraude processual), explicou os motivos das penas para cada um dos acusados.

Ressaltando a aparente frieza emocional e desequilíbrio do casal, além da forma covarde como a menina foi morta, o juiz sentenciou Anna Carolina Jatobá a 26 anos e oito meses de prisão e Alexandre Nardoni a 31 anos um mês e dez dias de prisão. O pai de Isabela, inclusive, teve também como agravante o fato de assassinar uma descendente que não tinha como se defender. Além dessas penas, os dois também foram condenados a oito meses de detenção em regime semi-aberto e multa, devido às fraudes.

Após a decisão, o casal teve o direito de conversar com os advogados para buscar recorrer da pena imputada e seguiu para o presídio, onde já estão desde 2008.

Histórico

Isabella de Oliveira Nardoni, de 5 anos, foi morta na noite de 29 de março de 2008. A perícia concluiu que a menina foi jogada do sexto andar do prédio onde moravam seu pai, sua madrasta e dois filhos pequenos do casal, na Vila Isolina Mazzei, zona norte de São Paulo. O crime chocou o País e ganhou grande repercussão na mídia.

quinta-feira, 25 de março de 2010

Garibaldi não recuará do apoio a Rosalba e não acredita em recuo da parte de Henrique

Não deu pra entender foi nadica na nota divulgada pelo senador Garibaldi Filho, quando ele afirmou que não haveria nenhum problema em, ele ou Henrique, recuar do apoio já anunciado. Agora há pouco, na 96FM, ele disse que não recuará do apoio à senadora Rosalba Ciarlini. "A não ser numa solução extremamente peemedebista", disse Garibaldi, mas convencido que o partido não terá candidatura própria. Sobre a possibilidade do recuo previsto na nota de Garibaldi ser de Henrique, Garibaldi diz também não acreditar que isso aconteça. "Compreendo que a situação de Henrique é semelhante à minha", disse se referindo ao apoio anunciado pelo deputado-líder ao candidato Iberê Ferreira. Pela entrevista de Garibaldi na 96, o único recuo mesmo foi da nota, talvez apressada, divulgada por ele. Outro recuo da nota: Garibaldi disse que nào fez convite para Henrique apoiar Rosalba. Fez apenas um apelo. "Até porque não tenho procuração de Rosalba nem do senador Agripino para fazer convite formal", declarou Garibaldi.

Fonte: Blog Thaisa Galvão

PP no Estado Fica mesmo sobre o Comando de Robinson Faria

Cotado, ainda nos bastidores, para ser indicado vice do presidenciável José Serra, com aval do sobrinho governador Aécio Neves, o presidente nacional do PP, senador Francisco Dornelles, abençoou a comissão provisória criada pelo PP do Rio Grande do Norte, que elegeu o prefeito Benes Leocádio presidente.
Dornelles recebeu ontem em seu gabinete, em Brasília, o prefeito de Assu, Ivan Júnior, escolhido vice-presidente da comissão do PP-RN, e entregou a ele um documento oficializando a nomeação da comissão.
Eis o documento:


*Com informações do Blog do VT - www.dovale.zip.net

Secretaria vai contratar professores temporários

Contratação temporária de professores. Essa foi a solução encontrada pela Secretaria de Educação do Estado para tentar amenizar a falta de professores nas escolas onde as aulas não puderam ser retomadas após a greve. Além disso, a Secretaria deverá realizar um concurso público com quatro mil vagas, sendo 1,5 mil para professores polivalentes e 2,5 mil para ensinos Fundamental e Médio.

As garantias são do secretário de Educação do Estado, Otávio Tavares. “Fizemos acordo sobre o concurso com a governadora Wilma de Faria. Mas como é ano eleitoral e não podemos nomear concursados, o que vai resolver o problema agora são os contratos temporários, como já ocorre no IFRN, por exemplo”.

Uma minuta de lei deverá ser encaminhada pela governadora para votação em caráter de urgência à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. “Eles poderão atuar por um ano, e o contrato ser renovado por mais um ano”, explicou Tavares. A medida adotada foi acordada com o Ministério Público e o Ministério do Trabalho, e se baseia na lei de federal de estágio 11. 788.

“Ela permite utilizar estudantes universitários dentro da prática de estágio para ministrar as aulas, enquanto a nomeação do concurso não pode ocorrer”. O secretário disse que o número de contratos vai depender da demanda apresentada pelas escolas. Para isso, o Departamento de Inspeção Escolar da Secretaria pediu relatórios do déficit da cada uma às 16 Diretorias Regionais de Educação do RN (Direds).

Ontem pela manhã o secretário estava na segunda etapa de formação dos novos diretores e vice-diretores de escolas e disse que a reposição das aulas foi um dos temas discutidos no curso. A coordenadora de Inspeção Escolar, Maria Auxiliadora Albano, solicitou que cada escola envie ainda um calendário de reposição de aulas para ser analisado.

O Ministério da Educação e Cultura determina que o ano letivo seja composto por, no mínimo, 800 horas de aula, o equivalente a 200 dias de atividades. “O Ministério Público é nosso parceiro na defesa de que a lei de contratação temporária seja aprovada na Assembleia”, disse Maria Auxiliadora.

Em matéria publicada quarta-feira (24), a Tribuna do Norte mostrou a realidade de várias escolas da capital, que estão sem aulas devido à falta de professores, carteiras e até merenda escolar. Mesmo com o fim da greve dos docentes, o ano letivo, que deveria ser iniciado no dia 1º e foi adiado para o dia 15, não tem previsão para começar. O secretário municipal de Educação, Elias Nunes, estava com o celular desligado na manhã de ontem.

quarta-feira, 24 de março de 2010

TRE/RN limita coligação proporcional à majoritária

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte limitou as coligações proporcionais às alianças feitas na disputa majoritária. A definição ocorreu ontem em resposta à consulta feita pelo diretório estadual do Partido da República (PR). O voto do juiz federal Marco Bruno Miranda Clementino, relator do processo, foi seguido a unanimidade (seis votos, uma vez que o presidente só vota em caso de necessidade de desempate). A Corte determinou que os partidos coligados na majoritária devem estar ligados na proporcional, sendo permitido fazer mais de uma coligação para deputado federal e estadual; com a restrição de que seja o mesmo bloco de partido. O Tribunal definiu que uma legenda que lance apenas o candidato ao Senado só poderá se coligar na proporcional com um partido que não esteja atrelado a nenhuma aliança na majoritária.

O magistrado também observou que mesmo o partido estando na majoritária com apenas um candidato ao Senado já é considerada chapa majoritária, portanto, só poderá se coligar na proporcional com a legenda que não tiver nenhuma ligação com aliança majoritária.

Na prática, a resposta do Tribunal Regional Eleitoral muda alguns entendimentos que estavam sendo feitos por líderes políticos potiguares. Os presidentes do PMDB, deputado federal Henrique Eduardo Alves, e do PR, deputado federal João Maia, haviam anunciado a coligação na chapa proporcional.

A aliança entre PMDB e PR só poderá ser feita em duas situações: caso os dois partidos se coliguem na majoritária ou se o PR não fizer aliança na majoritária.

Mesma situação vive o PMDB nas negociações com o Partido Verde. O senador peemedebista Garibaldi Filho e a prefeita Micarla de Sousa vem mantendo conversas para uma aliança na majoritária, com o PV indicando o suplente de Garibaldi Filho. Nesse caso, o PV estaria obrigatoriamente coligado ao PMDB na chapa proporcional.

Na decisão de ontem, o Tribunal Regional Eleitoral também observou que as coligações para deputado federal e estadual devem ser as mesmas. Com esse entendimento, a Corte muda os planos do PSDB, que já planejava fazer uma coligação para deputado federal diferente da estadual.

Tão logo tomou conhecimento, o deputado João Maia disse a decisão vai obrigar o partido a retomar as conversações políticas. “A decisão do Tribunal Regional Eleitoral veio de encontro à algumas convicções do partido e nos leva a uma nova rodada de conversas e negociações com os outros partidos aliados”.

Henrique vai conversar com aliados

Com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral vinculando as coligações majoritárias às proporcionais, o reflexo imediato foi uma “convocação” do senador Garibaldi Filho. Em nota oficial ele propôs ao deputado federal Henrique Alves um mesmo palanque em 2010.

No comunicado, o senador propõe que o presidente estadual do PMDB se engaje na campanha da senadora Rosalba Ciarlini, que será candidata ao Governo pelo DEM e conta com o apoio do próprio Garibaldi. “Neste momento, penso dever interpretar o pensamento de todos os que são meus aliados no atual processo eleitoral para convidar Henrique Eduardo a conduzir o PMDB e desta forma firmar ampla coligação conosco, nas eleições proporcionais e majoritárias”, escreveu o senador.

Na nota, ele lembrou que não apenas a eleição dele para o Senado é prioridade, mas também a reeleição de Henrique Eduardo para deputado federal. “Não fossem os conhecidos obstáculos legais a um livre arco de coligações, creio ser preciso dar nitidez política a nossas posições, sem dubiedades que possam atingir o nosso comum patrimônio político. A reeleição de Henrique Eduardo é também absoluta prioridade do PMDB. E é igualmente prioridade minha”, escreveu o líder peemedebista.

Garibaldi Filho lembrou da história política em comum entre ele o deputado federal Henrique Eduardo e destacou a estreita ligação familiar e de amizade entre os dois. “Quando iniciávamos os entendimentos para as próximas eleições, este ano, Henrique Eduardo compreendeu minha posição, com ela concordou generosamente, nada obstante ele tenha pensamento diferente em alguns pontos. A ele sou grato por isso: pelo permanente incentivo à minha candidatura e seu obstinado propósito de torná-la efetivamente a prioridade do PMDB”, diz Garibaldi Filho, reconhecendo que a liberdade pretendida pelos dois líderes peemdebistas foi impedida pelas definições da legislação eleitoral.

Presidente estadual do PMDB, o deputado federal Henrique Eduardo Alves disse que não poderia responder de pronto ao convite feito pelo senador Garibaldi Filho para firmar coligação no palanque da senadora Rosalba Ciarlini. Ele firmou que irá conversar com os aliados para depois anunciar a decisão. “Agradeço a Garibaldi. Foi um gesto de solidariedade, de parceria, de preocupação com a interpretação da legislação que poderia deixar o PMDB na chapa proporcional em dificuldade”, disse o deputado federal. Ele admitiu que o PMDB formando uma coligação sozinho na majoritária e proporcional poderia trazer dificuldades para o pleito.

“Garibaldi toma a dianteira, com esse gesto de preocupação com o partido e comigo, oferecendo independente de posição já assumida, uma saída formal, jurídica e legal, para a chapa proporcional. Mas essa decisão não é só minha, é dos meus companheiros e do quadro político que pertenço. Vamos ver o que há”, completou. Ele disse que não poderia antecipar a decisão política antes de conversar com os aliados.

Bate-papo» Marco Bruno Miranda
juiz relator

O partido sozinho na majoritária pode fazer qualquer coligação na proporcional?
Desde que com um outro partido que não esteja coligado na majoritária. O que amarra é a majoritária. Quem tiver feito uma coligação na majoritária só pode se coligar dentro da majoritária. O que a lei diz é que todos estejam juntos na proporcional. Se tem uma coligação com três partidos na majoritária, na proporcional esses três podem originar duas coligações proporcionais.

Majoritária se entende mesmo se for apenas um candidato a senador?
Sim. Porque senador é majoritária.

A coligação proporcional para deputado estadual deve ser exatamente igual a de federal?
Sim. Aí é uma coligação só.

Se o partido decidir fazer a coligação diferente do que traz essa resposta do TRE?
Ele corre o risco de ter o registro indeferido. A consulta não está vinculando ninguém. Consulta é um instrumento que a Justiça Eleitoral possui e tem previsão no Código Eleitoral justamente para dar maior segurança aos partidos, já que essa é uma questão muito delicada.

O partido X que só tenha um candidato ao Senado pode se coligar com um partido que não tenha majoritária?
Poderá se coligar com um que não esteja preso na majoritária. O princípio é: quem estiver junto na majoritária prende os outros.
Fonte: Tribuna do Norte

Vice-governador deve antecipar retorno a Natal

O vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB) disse ontem que a recuperação da cirurgia a qual foi submetido na última quinta-feira tem sido tão satisfatória que já pensa na possibilidade de antecipar o retorno ao Rio Grande do Norte para o próximo domingo. Iberê permanece internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde se recupera do procedimento cirúrgico para retirada de um nódulo do pulmão esquerdo. A alta hospitalar deve ser dada já na próxima sexta-feira. “Dia 31 estarei tomando posse, às 16 horas, na Assembleia Legislativa. De lá, iremos para o Palácio da Cultura onde haverá a transmissão do cargo pela governadora”, frisou, otimista. A assessoria da AL informou que está tudo pronto para a cerimônia de posse do vice-governador.

Kenia Cristina HernandesIberê, com familiares, descrevendo o diagnóstico médico: “É como receber uma sentença”Iberê, com familiares, descrevendo o diagnóstico médico: “É como receber uma sentença”
Enquanto permanece em São Paulo, Iberê Ferreira segue as reuniões com alguns assessores no apartamento do Hospital. Ontem, se reuniu com o marqueteiro da campanha eleitoral, Alexandre Macedo, e também com o futuro chefe do Gabinete Civil Leopoldo Rosado. O telefone do vice-governador não tem parado de tocar e muitos detalhes da futura administração estadual estão sendo resolvidos via celular. Antes do almoço foi surpreendido pelos médicos que o autorizaram a fazer refeição no restaurante Solarium, no primeiro andar do prédio onde está internado, em companhia do filho Joca Ferreira e também do casal ex-deputado Ezequiel Ferreira e Letícia Ferreira.

O deputado federal Ciro Gomes, pré-candidato do PSB à presidência da República, telefonou para o vice-governador e disse que o mesmo vencerá “pela força moral que tem”. Durante o dia, visitaram Iberê Ferreira no Hospital Sírio-Libanês o prefeito de Santa Cruz, Péricles Rocha, o presidente da Emparn, Henrique Santana e o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Rosado. Durante a visita, o médico Riad Younes, que acompanha o líder pessebista, disse que já poderia ser dada alta hospitalar, mas não havia pressa para tal. “Ele disse que ainda queria ver o vice-governador jogando bola”, disse a assessora de imprensa, Juliana Celli.

Em entrevista à rádio 98 FM, de Natal, ontem à noite, o vice-governador afirmou mais uma vez que permanece focado no processo anteriormente traçado para sua caminhada política este ano. Ele assinalou que fará um tratamento complementar à cirurgia de retirada do nódulo – a quimioterapia e radioterapia. Iberê disse também que a descoberta da doença o tornou “mais sensível na hora de lidar com a pessoa humana”. “Não existe pessoa nenhuma no mundo que da forma como eu recebi a notícia não olhe as coisas com menos frieza e tenha uma visão mais humana e fraterna”.

Antes disso, em outra entrevista, o vice comparou a notícia que recebeu de que estava com um nódulo no pulmão a uma “sentença”. “Sofri, tive momentos difíceis. É como quando a gente recebe uma sentença. A gente enfrenta as dificuldades e isso me fez vê o mundo de outra maneira.

Fonte: Tribuna do Norte

24 de março de 2010 às 07:22 Serra vem para o lançamento da candidatura de Rosalba


Prego batigo, ponta virada, José Serra é candidato a presidente da República pelo seu PSDB.

O lançamento da candidatura será no dia 10 de abril, em Brasília. A intenção é mobilizar duas mil pessoas, incluíndo representantes da sociedade civil e personalidades das áreas empresarial e cultural. A solenidade será no Centro de Eventos Brasil XXI, que tem capacidade para 1.500 pessoas sentadas.

É o que informa a matéria no jornal O Estado de São Paulo – Estadão -, edição de hoje.

Diz mais: que acúpula do PSDB também homenageará Serra na próxima semana em São Paulo. E que depois dessa solenidade, Serra participará de outro evento do tucanato paulista: o lançamento do ex-governador Geraldo Alckmin à sua sucessão.

E chega até o RN. “O presidenciável também estará presente na festa de aliados como o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), que deve disputar o governo de Pernambuco, e da senadora Rosalba Ciarlini (DEM), pré-candidata que lidera as pesquisas no Rio Grande do Norte.


Fonte: Blog da Abelhinha

Policiamento apreende mais de 40 motos

O 2º Grupamento Rodoviário Estadual de Trânsito com sede em Currais Novos fez no final de semana passado a apreensão de quarenta e duas motocicletas na Serra de Santana, mais precisamente no município de Lagoa Nova.

O Capitão Egídio Comandante do Grupamento disse que as irregularidades mais freqüentes constatadas ali foram a não apresentação de documentos dos veículos e dos seus condutores.

Mas nesta segunda-feira, mediante a legalização de cada situação as motos começaram a serem liberadas.

terça-feira, 23 de março de 2010

Cortez Assunção fala sobre política em Lagoa Nova


O Ex_vereador de Lagoa Nova Cortez Assunção Falou com o blog em uma breve Convessa, sobre como está lagoa Nova e sobre o Projeto do PSDB para 2010/2012, Partido a o qual ele preside em Lagoa Nova.











O Blog, Pergunta:

Cortez como esta Lagoa Nova?

Cortez diz:

Lagoa esta andando, mas quase parando, como quase todas as cidades, essa crise que esses administradores falam, que na verdade é uma crise apenas de gestão.

O Blog, Pergunta:

Mas, voce não acha que tá mais dificio? Pois os repasses cairam 40%?

Cortez diz:

Amigo mas quando aumenta ninguém chora nem fala para a população. Essa turma costa é de chorar mesmo.


O Blog, Pergunta:

E eu tinha lido o em blog que você pretende disputar a prefeitura de lagoa e ai amigo você confirma?

Cortez diz:

O PSDB aqui de lagoa nova esta analisando minuciosamente essa ante campanha que para não cometer erros como no passado, pois nós do PSDB temos um projeto para disputar a prefeitura de lagoa nova em 2012 e por isso estamos muito cautelosos.
O Blog, Pergunta:

Mas você já tem uma chapa pronta para apóia neste ano?

Cortez diz:


Amigo se a eleição fosse hoje nós apoiaríamos, Rosalba, Garibaldi, Rogério e wober, alem de Serra é claro.
O Blog, Pergunta:

Mas o grupo de dona gracinha. Apóia quem?
Cortez diz:

Rapaz ela é uma pessoa que não tem contato com o povo de lagoa, ela é muito ligada a Nelter e Henrique e até agora não ouvi falar nada a respeito... É um povo estranho, o PMDB esta se exterminando por causa dessas atitudes, mas eu torço que se for possível que tenhamos uma união seria muito proveitosa
O Blog, Pergunta:

Em Cerro Corá, nosso amigo Ronaldo que também se coloca como pré Candidato já declarou apoio a o ex Prefeito de Natal Carlos Eduardo. Em currais novos Zé Linz não tem outra opção ou apóia Carlos Eduardo ou morre politicamente, pois Iberê é primo de Ezequiel. E Rosalba é a candidata do Geraldo Gomes.
Você não acha que seria viável um apoio a ele também tendo em vista que dona gracinha tende a apoiar Rosalba e Erivan Ibere?

Cortez diz:

Eu já estive com ele no ultimo dia 8, mas não fechamos nada até porque as coisas estão meias que enroladas, mas seria uma boa opção, é porque cada cidade tem suas particularidades e lagoa nova é sem duvida uma das mais complicadas em relação à campanha eleitoral, mas não descartamos essa idéia
O Blog, Pergunta:

Eu não voto e Calos mais você não acha que existe uma possibilidade dele ir pra segundo?

Cortez diz:


Eu também concordo com sua tese, Ibere é um candidato já ultrapassado e o povo querem novidades, e Carlos é novidade, também acho que o segundo turno será disputado entre Carlos e Rosalba.


Quero Agradecer a Meu Amigo Cortez Assunção, e dizer que se você for mesmo Candidato a Prefeito em 2012, Lagoa terá um grande nome para administrar a Cidade.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Vem Ai !!!!!!


Igreja de Cristo em Bodó-RN


No ultimo dia 20 de Março foi inaugurada mais uma Igreja em nossa Cidade
dessa vez foi a Igreja de Cristo no Brasil, através do Diacono Alex Silva
que é filho de bodó teve a ideia de abrir uma filial da igreja onde o empenho
do mesmo é grande, Ele juntamente com o pastor tem como objetivo trazer jovens
para fazer a obra do senhor jesus. Parabéns e Boa Sorte!

Deputados potiguares lutam pela sanção presidencial da ZPE do Sertão

O Congresso Nacional aprovou recentemente a primeira ZPE - Zona de Processamento de Exportação a ser implantada no Rio Grande do Norte, no município de Assú. A instalação da ZPE no Vale do Açu deverá atrair investidores internacionais, alavancando o desenvolvimento e a realidade econômica local. O deputado federal Fábio Faria, coordenador da bancada do RN, defende agora a união dos parlamentares potiguares para buscar a sanção presidencial da chamada ZPE do Sertão.

“A nossa bancada sempre esteve unida em defesa do desenvolvimento do Rio Grande do Norte, deixando de lado os interesses partidários. E esse é um projeto antigo, pensado para consolidar o crescimento econômico do Vale do Açu e das regiões circunvizinhas. Mas sem a sanção presidencial, esse grande projeto não poderá sair do papel”, justifica Fábio Faria, que fez recente pronunciamento na Câmara dos Deputados sobre o assunto. Ele lembra que a implantação da ZPE do Sertão promoverá novas oportunidades de negócios capazes de gerar emprego e renda para a população e tributos para o Estado.

Na opinião de especialistas, essa ZPE caracteriza-se como um valioso instrumento para dinamizar a infraestrutura produtiva regional, através do processamento de matérias-primas existentes no semiárido potiguar.

Há a possibilidade concreta do processamento de fontes minerais como calcário, ouro, caulim, sal, ferro, gemas preciosas e semipreciosas, rochas ornamentais e ainda a fruticultura irrigada, entre outras tantas potencialidades econômicas do nosso Estado.

A ZPE do Sertão abrange em sua área de influência cerca de 40% dos municípios do Rio Grande do Norte, localizados nas zonas homogêneas Mossoroense, de Caicó, de Currais Novos, das Serras Centrais e o próprio Vale do Açu. Ainda alcançará produtores de matérias-primas oriundas do leste do Ceará e oeste da Paraíba.

A atração do capital externo precede de investimentos em três áreas importantes para a logística da ZPE. Será necessário ampliar e estruturar o Porto de Natal, recuperar as ferrovias que cortam o Estado e ainda a construção do Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante. O Porto de Natal precisa ter capacidade para receber navios de pelo menos 100 mil toneladas para ter condições de competir com os portos de Pecém, no Ceará, e Suape, em Pernambuco.

O líder do PMN na Câmara Federal lamenta o descaso do poder público com as ferrovias, um sistema de reconhecido baixo custo que tem sido preterido em detrimento das rodovias. “Alguns projetos têm sido retomados, como a Transnordestina, por exemplo, mas infelizmente, com a exclusão do Rio Grande do Norte, perdemos a possibilidade de interligação com outros centros”, avalia.

Uma solução alternativa, a depender de estudos mais aprofundados de viabilidade econômica, seria a ligação de um ramal ferroviário ligando Assú-Mossoró, a Quixadá, no Ceará, uma extensão de 267 quilômetros.

Fábio Faria afirma grande preocupação também com o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, cuja licitação não tem data para acontecer. Segundo ele, a conclusão do Aeroporto Internacional de Cargas é imperativa para o desenvolvimento não só do Rio Grande do Norte, mas do Nordeste e do Brasil.

Da redação do DIARIODENATAL.COM.BR

sábado, 20 de março de 2010

Fórum em Natal reúne secretários até amanhã

Natal sedia até amanhã o 41º Fórum Nacional de Secretários Estaduais do Planejamento. O evento reúne, no Hotel Parque da Costeira, os titulares das pastas coordenadoras das finanças de todo o país, representantes do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República.

No encontro, estão sendo debatidos assuntos como a lei de finanças e os índices de desenvolvimento no país nesse momento pós-crise. Um ponto alto promete ser a discussão em torno da partilha do pré-sal. O tema, que trata da divisão dos royalties, ainda gera polêmica entre os envolvidos.

Do Diário de Natal

Ministério da Saúde dá início à segunda fase de vacinação

Começa na próxima segunda-feira e vai até 2 de abril, em todo o país, a segunda etapa de vacinação contra a influenza A (H1N1) — a gripe suína. O foco, agora, é vacinar 20,3 milhões de gestantes, crianças de 6 meses a 2 anos e a população com doenças crônicas. O primeiro grupo de risco, profissionais de saúde e índios, já foram vacinados. Ao término dessa primeira fase, o secretário de Saúde do Distrito Federal, Joaquim Barros Neto, fez um balanço positivo da campanha de vacinação. Segundo Barros Neto, o mesmo ritmo para os próximos grupos deve garantir o sucesso da estratégia nacional de vacinação, que é de imunizar 91 milhões de pessoas para um possível enfrentamento da segunda onda da doença.

No Distrito Federal, do primeiro grupo prioritário, foram vacinados 27,3 mil profissionais de saúde e 47 índios. Para Neto, a importância de vacinar esse grupo da área de saúde é pelo fato de eles estarem em contato com os pacientes diariamente. Após atender a essa parcela da população com sucesso, Joaquim Barros Neto afirma que os 94 centros de saúde do DF e os mais de 30 mil dos outros estados estão preparados para receber outro grupo que também preocupa muito, o das gestantes.

“As gestantes, durante a primeira fase, foram mais suscetíveis a esse vírus, que nessa população causou inúmeros óbitos. Apesar de estar no calendário que é só até 22 de abril, vacinaremos as gestantes até o fim da campanha. Aquelas que engravidarem após esse período poderão se imunizar. As crianças deverá receber duas doses. A segunda será administrada 30 dias depois da primeira. E o crônico com menos de 60 anos não deve deixar de procurar o centro, pois tendo contato com a doença, terá tudo para complicar e chegar ao óbito”, explicou.

Para aquelas com receio de se vacinar, o secretário de Saúde do DF explicou que a medicação é segura, mas, como todas as outras, pode ter efeitos adversos. “A pessoa pode ter febre, dores no corpo e até simular um quadro gripal, mas isso é normal e o paciente pode ficar seguro em relação à proteção, ela é eficiente. Além disso, vale lembrar que após a imunização, as pessoas não devem esquecer de cuidados como lavar as mãos e se manterem hidratadas”, afirmou.

Do CorreioBraziliense.com.br

sexta-feira, 19 de março de 2010

Maluf é incluído em lista da Interpol por desvio de dinheiro da prefeitura de SP

Acompanhado por duas fotos e com um alerta de “procurado”, o nome do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) aparece desde o ano passado em uma das páginas da Interpol, a polícia internacional. Maluf aparece no site da Interpol integrando a chamada “difusão vermelha”, que seria uma espécie de alerta máximo e que significa que o deputado não poderá se deslocar para um dos 181 países integrantes da Interpol sob risco de ser preso.

A ação que desencadeou a inclusão do nome de Maluf na Interpol é da promotoria criminal de Nova York (nos Estados Unidos) que acusa o deputado de ter participado de uma conspiração para roubar dinheiro da prefeitura de São Paulo, crime que teria tido início em janeiro de 1993 quando Maluf foi eleito prefeito. Em Nova York, Maluf é acusado de conspiração em quarto grau, ocultação de valores desviados e de roubo de dinheiro do município.

“Os conspiradores engendraram um esquema de superfaturamento e de propina envolvendo a construção municipal de uma avenida arterial em São Paulo conhecida como projeto da Avenida Água Espraiada” (atualmente chamada de Jornalista Roberto Marinho), diz documento assinado pelo promotor norte-americano Robert Morgenthau. O esquema teria funcionado com participação de empresas brasileiras de construção, com utilização de faturas superfaturadas.

Segundo Morgenthau, Maluf teria transferido os “recursos roubados” da prefeitura da capital paulista para uma conta em Nova York, que recebeu o nome de Chanani. De lá, o dinheiro teria seguido para uma conta bancária nas ilhas de Jersey. O promotor norte-americano também acredita que o dinheiro aplicado na conta bancária de Nova York tenha retornado ao Brasil para comprar artigos pessoais e pagar despesas relativas a campanhas políticas brasileiras, entre elas, a do ex-prefeito Celso Pitta, que administrou a cidade entre 1997 e 2000.

“Ele não é preso no Brasil porque deveria haver um pedido de extradição da Justiça de Nova York para o Brasil. Mas ele não pode ser extraditado porque a Constituição brasileira proíbe a extradição de brasileiro nato”, explicou o promotor do Ministério Público de São Paulo Silvio Marques. O promotor acredita que Maluf tenha desviado US$ 166 milhões dos cofres da prefeitura para a sua empresa, a Eucatex.

Segundo o sítio da Interpol, pesam contra Maluf acusações de fraude e roubo. Além do deputado, também é “procurado” pela Interpol o seu filho Flávio Maluf.

Os advogados de defesa do deputado suspeitam de que a denúncia possa conter alguma influência política, já que Maluf aparecia no sítio da Interpol há pelo menos seis meses e o fato só foi divulgado agora, próximo das eleições. O promotor negou influência política. “Não se trata de perseguição política e sim de um processo criminal em razão dele ter cometido crimes nos Estados Unidos. Até porque não haveria motivo nenhum para a promotoria de Nova York estar perseguindo o ex-prefeito que lá não tem nenhuma influência política”, disse Marques.

O promotor também negou que a ação tenha sido uma forma de represália contra Maluf, que é autor de uma lei apelidada de “mordaça”, que está tramitando no Congresso e que defende multa ao promotor que esteja agindo politicamente num processo. O projeto deve ser votado na semana que vem.

O advogado Mauricio Silva Leite, um dos cinco defensores do deputado no caso, diz que uma ação já foi impetrada no início de fevereiro tentando anular a ação. “Considero esse ato uma violência, uma afronta à soberania do Brasil e uma afronta também ao Congresso Nacional. Seria mais ou menos um promotor estadual de Santa Catarina ou do Acre mandar uma ordem para a polícia internacional para criar uma restrição para um congressista americano. Para mim isso é uma ilegalidade”, afirmou.

Além desse processo que corre na justiça de Nova York, Maluf também está sendo investigado em dois processos que correm atualmente no Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo Silvio Marques, nos processos que correm no Brasil o deputado é acusado de corrupção e de lavagem de dinheiro.

Serra defende RJ no pré-sal de novo;critica professores

SÃO PAULO (Reuters) - A poucos dias de anunciar sua pré-candidatura à Presidência, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), classificou o movimento grevista de professores paulistas como "marketing para a imprensa noticiar", e voltou a defender os Estados produtores de petróleo na polêmica da redistribuição dos royalties.

Para Serra, a emenda aprovada na Câmara tem o "pecado mortal" de enxugar as receitas de Rio de Janeiro e Espírito Santo.

"Você não pode querer resolver um problema, que é beneficiar todo o país com a produção de petróleo e simplesmente fechar as portas de dois Estados e muitos municípios", disse Serra a jornalistas durante evento em São Paulo.

Pela emenda Ibsen/Souto, os royalties do petróleo seriam distribuídos igualitariamente para todos os Estados e municípios do país, e não somente para aqueles onde estão localizadas as operações de produção.

"São 7 bilhões de reais só para o Rio de Janeiro. De repente, de um dia para o outro, terminou isso. Você não pode fazer isso", afirmou. "O projeto da Câmara tem esse pecado mortal."

Na véspera, o governador paulista já havia dito que a emenda é "inaceitável."

Sobre a greve dos professores, perguntado por jornalistas se considerava o movimento eleitoreiro, Serra respondeu simplesmente: "Vocês são suficientemente inteligentes e observadores para tirar suas próprias conclusões."

CRÍTICA AO CÂMBIO

O tucano, que deve anunciar sua pré-candidatura à Presidência nos próximos dias, aproveitou o lançamento da empresa para promoção do turismo no Estado para criticar a política cambial do governo que, segundo ele, é culpada pela "estagnação" do setor turístico brasileiro.

"A política cambial mega, hiper valorizada torna o turismo no Brasil caro, muito caro. E torna o turismo do brasileiro no exterior barato, muito barato", discursou.

Ele lembrou que o Brasil tem um déficit de 5,5 bilhões de dólares em gastos de turistas.

"O número de turistas estrangeiros no Brasil é o mesmo do início da década", disse a jornalistas. "O turismo no Brasil é uma atividade estagnada... é um problema de diversas naturezas, inclusive cambial."

Apesar da crítica, Serra evitou usar o tema como tema para debate eleitoral. "Se vocês quiserem discussão eleitoral, a gente faz outra hora".

(Reportagem de Hugo Bachega

TSE multa Lula por propaganda eleitoral antecipada

O ministro auxiliar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Joelson Dias aplicou multa de R$ 5 mil ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por entender que ele fez campanha eleitoral antecipada, em favor da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata à Presidência da República, na inauguração de um complexo poliesportivo em Manguinhos (RJ), em maio do ano passado. A decisão atende em parte ao pedido do PSDB, que pedia a cobrança de multa ao presidente e à ministra.

Segundo a ação, Lula teria usado o seu discurso na inauguração como "um palanque para as eleições de 2010", em favor da ministra. Pela lei, a propaganda eleitoral só é permitida depois de 5 de julho do ano da eleição.

Segundo o ministro auxiliar do TSE, Dilma não poderia ser punida, porque não podia prever que seu nome seria aclamado pelos participantes do evento e nem a maneira como o presidente se manifestou no discurso de improviso.


http://noticias.br.msn.com/brasil/artigo.aspx?cp-documentid=23672821

Câmara acerta com TRE eleição para substituir Arruda

Com José Roberto Arruda (ex-DEM) preso e cassado, a Câmara Legislativa acelera o processo de eleição de um novo governador no Distrito Federal. O presidente da Casa, Cabo Patrício (PT), reuniu-se hoje com o comando do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para bater o martelo sobre a substituição de Arruda, cassado por infidelidade partidária. De acordo com a assessoria do deputado, ficou decidido que, até o dia 17 de abril, os 24 deputados distritais vão eleger um novo governador. Isso só não ocorrerá se os advogados de Arruda conseguirem uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de mantê-lo no cargo durante os recursos à cassação.

Se a eleição indireta ocorrer, poderão participar cidadãos filiados a algum partido político, registrados em cartório eleitoral do DF, ter mais de 30 anos, entre outros requisitos que estão sendo definidos de acordo com a legislação eleitoral. A decisão da Câmara é cumprir a Constituição, que determina eleições indiretas em situação como a da saída de Arruda do cargo.

Nos próximos dias, os deputados vão decidir datas de inscrição de candidaturas, realização de debates, entre outras coisas. O prazo até 17 de abril refere-se aos 30 dias exigidos para a realização da eleição a partir da notificação da perda de mandato, o que ocorreu ontem.

A defesa de Arruda decide neste fim de semana o conteúdo dos recursos que podem ser apresentados ao TSE contra a cassação imposta pelo tribunal regional por infidelidade partidária.

Serra diz pela 1a vez que é candidato à Presidência pelo PSDB

SÃO PAULO (Reuters) - O governador de São Paulo, José Serra, disse em entrevista a um programa de TV nesta sexta-feira que é o candidato do PSDB à Presidência da República, de acordo com a assessoria de imprensa de Serra.

É a primeira vez que Serra se apresenta como candidato.

O anúncio oficial da candidatura do tucano está previsto para 10 de abril em Brasília. Antes disso, Serra precisa se desincompatibilizar do cargo de governador, cujo prazo limite é 3 de abril. Há expectativa de que ele se afaste de suas funções no Executivo um dia antes.

(Reportagem de Natuza Nery)

Mesmo com estagnação em pesquisa, PSB continua disposto a lançar Ciro

Líderes do PSB minimizaram nesta quarta-feira a estagnação da candidatura do deputado Ciro Gomes (PSB-CE) ao Palácio do Planalto, como mostra pesquisa CNI/Ibope divulgada hoje. O presidente do PSB, governador Eduardo Campos (PE), disse que o partido mantém a disposição em lançar o nome de Ciro à corrida presidencial –mesmo com a pressão do Palácio do Planalto para que o parlamentar retire a sua candidatura.

Juiz quebra sigilo e bloqueia bens de Valério e mais 6

O juiz da 3ª Vara Federal Criminal, Roberto Schuman, recebeu a denúncia apresentada contra o ex-procurador da Fazenda Glênio Sabbad Guedes, o empresário mineiro Marcos Valério Fernandes de Souza, seus dois sócios - José Roberto Moreira de Mello e Rogério Lanza Tolentino - os pais de Glênio - Ramon Prestes Guedes de Moraes e Sami Sabbad Guedes - e a ex-mulher do procurador, Cibele Gomes Giacoia. Ele também decretou a indisponibilidade dos bens e a quebra de sigilo dos denunciados.

O juiz mandou ainda comunicar ao ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF) a sua decisão de instaurar o processo criminal contra os seis. Barbosa é o relator do caso do mensalão na Corte, no qual foram denunciadas 40 pessoas. Mas para Schuman, os dois casos são diferentes.

Ao receber a denúncia, menos de 24 horas depois de ela ter sido apresentada pelo Ministério Público (MP), o magistrado destacou que "há indícios verossímeis de autoria e materialidade dos crimes" de falsidade ideológica, tráfico de influência, corrupção ativa e passiva, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

Glênio foi acusado pelo procurador da República Antonio do Passo Cabral de receber pagamentos do empresário Marcos Valério - o mesmo que ajudou o PT a criar o chamado mensalão - para beneficiar bancos e seus diretores junto ao Conselho de Recurso do Sistema Financeiro Nacional (CRSFN), conhecido como "Conselhinho", ligado ao Banco Central (BC), que analisava recursos contra as punições estabelecidas pelo BC. Glênio era encarregado de dar pareceres sobre estes recursos.

Na denúncia apresentada pelo procurador, é citado o caso dos bancos BMG e Rural que tiveram processos analisados pelo "Conselhinho" e que sofreram influência do procurador Glênio. Por meio de análises do Conselho de Controle das Atividades Financeiras (Coaf), foi constatado que estes bancos fizeram pagamentos à empresa de assessoria Tolentino & Mello Associados - pertencente a Valério, Tolentino e Mello -, que repassaram recursos para o procurador da Fazenda.

Compras suspeitas

Na época em que estourou o escândalo do mensalão, a própria Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Congresso Nacional identificou estes pagamentos e os repasses para Glênio, que totalizaram um mínimo de R$ 1,5 milhão. O procurador da Fazenda defendeu-se alegando que estes pagamentos descobertos em suas contas bancárias eram destinados a seu pai, Ramon, por consultorias que ele fez a Tolentino & Mello Associados.

Mas, segundo as investigações, não apenas os pareceres apresentados eram fracos, e não justificavam pagamentos tão altos, como ainda um levantamento em cartórios do Rio de Janeiro mostrou que em um período de três anos o então procurador da Fazenda adquiriu bens orçados em R$ 7 milhões, o que seria impossível de acontecer utilizando apenas seu salário. Foram 13 imóveis que, após o surgimento das denuncias contra ele na imprensa, foram vendidos ou tiveram as transações desfeitas.


Fonte: http://noticias.br.msn.com/brasil/artigo.aspx?cp-documentid=23680861